Pages

desabafão

Tuesday, June 4, 2013
Você começa a perceber que está deixando de ser "bixo" na faculdade quando começa a chegar atrasada nas aulas, não levar material, não fazer as atividades, ler só um capítulo de um livro que teria que ter lido todo e fica conversando na aula parecendo ensino médio. Não ando assim sem fazer as atividades nas duas últimas semanas talvez porque esteja deixando de ser caloura, ou qualquer coisa assim, pra ser bem sincera. Ando fazendo isso por qualquer motivo que eu não sei explicar direito. Não que eu não esteja gostando das aulas. Inclusive anda acontecendo exatamente ao contrário: estou adorando cada vez mais as disciplinas e realmente não quero que o semestre acabe. Mas é complicado explicar o como que os dias começaram a nascer cinzas mesmo que estejam radiando de tanto sol. 

Eu ando por aí com uma cara triste, esbanjando depressão para quem quiser ver. Não consigo mais olhar para um ponto fixo ou até mesmo para o rosto de uma pessoa por muito tempo; minha visão se perde entre a multidão, olho para tudo que é lugar mas não vejo nada, fica tudo ofuscado. 

Essa sensação estranha que anda perambulando em mim faz com que meu cérebro titubeie sem parar, saia andando por aí e me deixando sozinha sem ele, e, quando resolve voltar a mim, me deixa assim, sem resposta de por onde andou e o que está acontecendo. 

Rio, claro que rio. Ando dando mais gargalhadas sinceras do que jamais dei. Ando conversando bastante. Conhecendo algumas pessoas "novas" (ou pelo menos conversando com colegas que não me dava ao trabalho de ir conversar antes). 

Tenho pensado basicamente sobre a vida, o universo e tudo mais. Na verdade nem nisso. Não tenho pensado em muita coisa. Sabe quando a única vontade que temos é de deixar a mente vazia? Estou conseguindo (e é por isso que meu olho nem para mais em lugar nenhum - ou para e eu não percebo). Invejem, se quiserem pensamentos vagos para dormir.

Mas agora, pensando bem, tenho pensado bastante sim. Pensado sobre coisas inúteis. Quero dizer, pra que tu se importar com as coisas se nada disso tu leva pra um outro lugar? E quem não acredita que há outro lugar também pode acompanhar meu pensamento: de que adianta se importar com bens materiais se tu não leva nada pra lugar nenhum? Pra que passar a vida estressado e se preocupando em trocar a cor da cozinha, por exemplo? Se preocupando em "ter uma vida melhor", em ficar rico. É melhor só deixar o vento bater no rosto e aproveitar tudo enquanto dá tempo. Coisas simples. Detalhes. Essas coisas.

Não que isso tudo faça muito sentido, claro. Até porque fui só digitando, não tendo noção de criação de início, meio e fim. Não querendo argumentar nada, nem dizer nada, na verdade. Só digitando. Exteriorizando. Mas isso tudo é só um desabafo. Talvez amanhã eu já nem pense mais assim. Então é melhor ser registrado enquanto momento. 

1 Comentários :

  1. Sei como é. Como se estivesse triste sem ter motivo. Sem motivação pra nada. É como pensar em tudo e não pensar em nada. É como estar cansado apenas de viver, no sentido de ter que pensar, de ter que caminhar, de não ver sentido nas coisas. E não achando esse sentido, cair numa melancolia profunda.
    Abraço (do seu amigo que te deve um hamburguer, e que sempre acompanha seu blog anonimamente kk)
    Rafael

    ReplyDelete

Não esqueçam de deixar a opinião de vocês, lerei tudo com o maior carinho do mundo ♥
Podem falar mal, criticar, dizer que ficou uma merda (e falar coisas boas também pode ser uma opção). Enfim, expresse sua opinião aqui e faça uma Ribacki feliz :)